Páginas

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Seres Felinos - Extraterrestres.

Gilgamesh
Os Felinos são aqueles que muitos de vocês chamam de seres-leão. Eles são de um universo que já se completou. Chegaram em nossa galáxia quando ela estava sendo construída. Foram convidados pelos Construtores e pela Hierarquia Espiritual Universal para serem os mestres geneticistas do nosso universo. Eles residem em uma estrela na constelação de Sírius conhecida como Sírius A e não devem ser confundidos com os Humanos que colonizaram Sírius B. Eles viviam em Sírius A muito tempo antes dos Humanos de Lyra chegarem.
Eu gostaria de introduzir aqui uma pequena história do Sistema Estelar de Sírius.
Há três estrelas no Sistema Estelar de Sírius: Sírius A, Sírius B, e Sírius C. Sírius B foi a primeira estrela e, quando implodiu, criou Sírius A e C.
Quando os primeiros humanos chegaram em Sírius B, vindos de sua residência temporária nas colônias humanas do Sistema Veganiano da constelação de Lyra, receberam muita ajuda dos Felinos. Sírius C é atualmente usado para armazenar materiais e suprimentos.
Tiamat (antiga Terra) também foi criado da implosão de Sírius B, assim como Nibiru. Quando se decidiu criar uma Força Estelar, este gigantesco pedaço de rocha que flutuava no espaço perto das Plêiades foi localizado por meus antepassados e foi transformado em uma Força Estelar/planeta.
Os Felinos são os mestres geneticistas de nosso universo, como eram também deles mesmos. Eles criaram todas as formas de vida nos planetas e estrelas em nosso universo. Isto inclui vegetação, animais, e os veículos físicos que as almas usam para sua encarnação.
Eles são seres altos, com cabelos vermelho-dourado e, normalmente, olhos castanhos ou verde-dourado. Os Felinos são seres poderosos, altamente evoluídos, amorosos, gentis e de natureza benevolente. Eles nunca tomam partido em qualquer guerra, pois já completaram as lições de integração das polaridades e Amor Incondicional. Eles também cuidam das almas que sofreram severos danos emocionais nas encarnações e que são enviadas aos Felinos para serem tratadas depois da morte.
Os Felinos vivem na 6ª dimensão para executar o trabalho deles, embora sejam seres de dimensões mais elevadas. A 6ª dimensão é a dimensão da criação, onde a energia torna-se física. Os Felinos trabalham muito unidos com as Hierarquias Espirituais dos diferentes planetas e galáxias em nosso universo. Quando é decidido que uma alma-grupo precisa de um planeta e um veículo físico para encarnação, são os Felinos que são nomeados para a tarefa de preparar o planeta e criar os corpos. Houve tempos em que eles também criavam planetas.
As esfinges encontradas ao redor do mundo são uma lembrança da existência e do envolvimento deles. Você alguma vez se perguntou por que o leão é o rei da selva, embora ele não seja o maior? Os Felinos deixaram os leões e todos os gatos para serem os transmissores de informação para Sírius A. Os leões em particular, foram transformados em reis da selva para que eles não fossem dizimados e pudessem, então, continuar sendo transmissores de informação ao longo dos muitos milhares de anos que a Terra e os seres humanos precisariam para completar o Plano Divino deles.
Os Gatos são o vínculo de informação entre a 3a. e a 6a. dimensão. Muitos de vocês sabem que frequentemente os reis e rainhas tinham um gato de algum tipo como companheiro constante. Antigamente os Faraós do Egito eram guiados pelos Felinos através dos seus gatos. Se você vê alguém que tem o que vocês chamam de “olhos de gato”, isto provavelmente é porque eles são parcialmente de origem Felina.



PLEIADIANOS
Irmãos estelares da Constelação das Pleiades, que está acerca de 45 anos-luz da Terra. Esse grupo de pessoas vive em geral na 5ª dimensão de consciência e é representado por diversos grupos distintos, todos aparentados com a nossa forma humana, sendo em geral caucasianos, muito belos e amorosos, amantes da arte, em todas as suas formas, principalmente a música.
Esses irmãos estão direcionando o Portal 12:12, que estabelece um mínimo de 63% de energia cármica transmutada em luz, para que as pessoas possam acessá-lo.
Esse grupo das Pleiades está subdividido em 3 grupos iniciais e 13 grupos raciais internos que ajudam no Resgate, através de distintas tarefas, que vão desde proteção orbital, limpeza magnética, desativação dos armamentos orbitais da Terra, sustentação do Portal 12:12 e dos pontos de ancoragem da energia conhecida como cinturão de Fótons, que é uma outra extensão da atual projeção dos 22 Raios de Alfa & Ômega, que estão chegando à Terra.
Esse cinturão de fótons tem relação com outras tarefas desse grupo no que diz respeito à alteração orbital do Sistema Solar. Donos de uma elevada tecnologia. Sua participação em alguns casos pode ser feita no plano físico através de comandos avançados que, por diversas vezes, já estiveram na Terra recentemente. Outros são efetuados através da canalização e trabalhos de cura junto com outros grupos estelares.
O trabalho desses grupos também está direcionado para ajuda psíquica e estudos das distintas atuações dos corpos subtis da humanidade nos diversos campos em que cada um atua, para com isso desenvolver um programa ativo do Resgate nos pontos mais externos da órbita de cada corpo humano dentro das manifestações da 4ª dimensão em que cada humano trabalha.
Este trabalho está diretamente ligado a muitos outros grupos, através de uma rede neural de computadores onde se registram todas as informações referentes aos pontos estratégicos do Resgate, a ser efetuado quando o momento crítico chegar.
Os Carians

Os Carians são um grupo de seres altos com características de pássaros. Eles vieram do mesmo universo dos Felinos – viveram em Sírius A junto com os Felinos. O propósito dos Carians é atuar como uma raça protetora para a evolução dos veículos físicos em um determinado planeta ou estrela. Foram os Carians que protegeram a evolução dos humanos Lyrianos primitivos dos Répteis que desejavam destruí-los.
Os Carians também são responsáveis pela criação do sistema de malha energética de sustentação, portões estelares e portais. Eles são os engenheiros magnéticos enquanto os Felinos são os engenheiros genéticos. Os Carians também deixaram uma marca registrada do envolvimento deles conosco na forma da Fênix e da Águia, como também do Corvo e do Falcão. Estes pássaros eram (e ainda são) sagrados para muitos povos.
Os Carians trabalham de mãos dadas com os Felinos. Eles provêem proteção para planetas e estrelas que ainda estão desenvolvendo uma raça guardiã de seres, como os Humanos. A tarefa deles está completa quando os guardiães daquele reino evoluem a ponto de eles mesmos protegerem o planeta. Os Carians assumiram a responsabilidade de proteger as colônias Humanas em nossa galáxia, antes de Nibiru ser criado.
Os Carians não usam armas militares para proteção. Em vez disso, eles usam energia para criar bloqueios nos portais de entrada e saída de um planeta, portões estelares e dimensões.


Nação Estelar Pégasus
Aceito na Federação Galáctica: há 3.78 milhões de anos atrás (originalmente constituíam uma série de colônias especialmente fundadas pela Câmara de Governantes de Sírius, há 4 milhões de anos atrás).
Localização: A Constelação de Pégasus é um vasto conglomerado de mais de 1000 estrelas, localizada entre as constelações de Cygnus e Aquarius.
Distância da Terra: Entre 200 a 3000 anos luz.
Tipo de Forma de Vida: Há três tipos predominantes de humanos localizados nesta Liga Estelar. O primeiro tipo se assemelha fortemente ao humano de Sírius quanto a altura e aparência, e se inclui os mesmos tipos de cor de pele, ou seja branca e azul. O segundo tipo é um humano mais magro, com uma pele-vermelha ou laranja. O tipo final é de formação híbrida entre Dinóide e a segunda raça Humanóide.
Aspecto Físico: O primeiro tipo se assemelha ao colono humanóide original de Sírius B: os homens possuem um físico musculoso perfeitamente formado já em corpos infantis, têm de 1.98 a2.24 metros de altura, com cabelo loiro a castanho claro e olhos azuis claro a verde, e as mulheres têm uma aparência extremamente voluptuosa e alcançam de 1,88 metros a 2.03 metros de altura. Eles têm uma pele extremamente branca ou ligeiramente azul.
O segundo tipo humanóide se assemelha ligeiramente ao primeiro quanto a altura e/ou tipos de corpo, salvo por duas diferenças maiores. Primeiro, a pele, como assim também o cabelo, é de um vermelho suave ou um laranja escuro. Segundo, os olhos são de uma aparência mais felina e a íris é vermelha ou azul escura. Este grupo chegou originalmente de uma das estrelas mais distantes da constelação de Lyra.
O terceiro tipo híbrido tem um tipo de pele escamosa com olhos mais pronunciados na forma felina, ou seja, vermelhos, marrons ou amarelo claro. O corpo, as pernas, pescoço e braços são mais musculosos que os de um humano e têm uma série de protuberâncias ao longo desses membros. Cada mão e pé termina em quatro dedos magros, com uma pequena garra ao final. Os machos são de uma altura de 2.13 a2.44 metros, enquanto que as fêmeas são de 2.08 a2.31 metros de altura.
Características Especiais e Habilidades: Os seres de Pégasus são conhecidos por suas habilidades como inovadores, cientistas e diplomatas.
Quantidade de Sono Médio Requerido: uma hora e meia a três horas, dependendo das espécies.
Linguagem: Há dois tipos de linguagem: uma bastante harmoniosa e outra mais gutural e rouca.
Nave-mãe e outras naves: Há três tipos de naves que operam na Terra ou perto dela. O primeiro tipo é uma nave de defesa que se parece com um triângulo eqüilátero arredondado. Cada um de seus flancos mede aproximadamente 2.56 metros de comprimento. O segundo tipo é uma nave investigadora, de forma oblonga com um diâmetro médio de 25.9 metros. A terceira nave é uma nave de comando atmosférico, de aproximadamente 402 metros de comprimento.


Um comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails